fbpx

5 dicas para conseguires um feedback realmente útil

Seja a nível profissional ou pessoal, evoluir é fundamental para ter sucesso. Queres agir melhor, fazer melhor, ser melhor. Para isso, precisas de uma estratégia e ferramentas para a implementar. 

Fazer formações nas áreas em que queres melhorar; inspirares-te noutras pessoas que, aos teus olhos, são mais semelhantes ao que aspiras tornar-te, e emular os seus comportamentos; autoavaliares-te; e pedir feedback construtivo são das melhores ferramentas que podes usar para uma evolução consistente.

Porém, nem todo o feedback é bom, útil ou valioso para se ter em conta, ou seja, nem sempre é fácil obter um bom feedback. Embora te possa parecer estranho, melhorar o feedback que recebes está totalmente ao teu alcance e depende mesmo de ti. 

Neste artigo, vamos dar-te 5 dicas para conseguires um feedback realmente útil:

1 – Não tentes confirmar o teu ponto de vista

Pedir feedback pode ser assustador. Todos tememos ser criticados, e pedir que nos critiquem, mesmo que construtivamente, requer coragem e um real compromisso com o nosso crescimento. Todavia, se o teu objetivo é evoluir, não te sabotes a ti mesmo e não uses o feedback como forma de confirmares o que já sabes. 

As “palmadinhas nas costas” vão elevar o teu ego temporariamente, mas não vão fazer nada por ti a longo prazo. Ou seja, não peças feedback apenas a pessoas que sabes que pensam de forma similar a ti, arrisca e pede feedback ao mais variado tipo de pessoas: colegas, amigos, clientes, chefes, funcionários, etc. Diferentes realidades e perspetivas vão permitir-te obter uma visão muito mais abrangente. 

2 – Sê específico: 

No mesmo sentido, se fizeres perguntas abertas, mas demasiado vagas como: “O que achas disto?”, o mais provável é obteres respostas como: “Está bem”, “Está giro” ou até um “Adoro!” ou um eventual “Não gosto muito…”. 

Respostas genéricas que não te ajudam em nada a descobrir o que podes fazer melhor. Por outro lado, se as tuas perguntas forem específicas, tens muito mais hipóteses de conseguir respostas igualmente específicas e, por isso mesmo, úteis. Assim, experimenta perguntar: “Quais são os 3 aspetos que posso melhorar aqui?”, “Se tivesse de escolher um aspeto da minha comunicação para melhorar, qual achas que devia ser?”.

Começa por refletir sobre a área em que queres evoluir e define as subáreas em que esta se divide, para depois fazeres perguntas especificamente sobre elas. 

Por exemplo, se quiseres melhorar a tua comunicação, podes considerar que a fluência com que falas, a quantidade de “bengalas” de linguagem que usas (ah…, hum…, tipo), a colocação da voz e a forma como encadeias os assuntos são pontos importantes. 

Sendo assim, podes autoavaliar-te em relação a esses aspetos e pedir a avaliação de outras pessoas, com perguntas concretas como: “Na reunião de há pouco, expressei-me de forma clara?” “Podes resumir a ideia com que ficaste sobre o que te contei?”, “Achas que divago demasiado?”, “A minha voz é audível nas apresentações?”.

3 – Pergunta no momento certo

Para teres um feedback o mais preciso possível, é importante que o peças no momento certo, ou seja, o mais cedo possível. Quanto mais perto da situação em causa pedires feedback, mais as pessoas vão ter em mente sobre a tua prestação. Se queres feedback sobre como te saíste numa reunião ou apresentação, pede-o logo de seguida. É muito mais difícil a pessoa se recordar do que fizeste ou disseste na semana passada.

Por outro lado, o teu estado de espírito no momento em que pedes feedback também é relevante. Se pedires feedback quando estás esgotado, irritado, frustrado ou triste, o mais provável é que não vás interpretar ou aceitar as opiniões que receberes da melhor maneira, o que vai invalidar todo o processo.

4 – Mantém a mente aberta

Não tens necessariamente de concordar com tudo o que ouves, mas, uma vez que foste tu que pediste a opinião, deves a ti mesmo e à outra pessoa, o respeito de a ouvir até ao fim, sem fazer julgamentos prévios. Deves igualmente ter em conta a opinião que ouviste, em vez de imediatamente a colocares de parte sem sequer a analisares. 

Mesmo as opiniões que te possam parecer despropositadas podem ter algo para aprenderes, se te permitires.

5 – Avalia e implementa o feedback

Concluímos, então, que todas as opiniões são válidas e fazem sentido para quem as dá. Farão sentido para ti? Cabe-te a ti analisá-las e avaliá-las. O facto de teres pedido feedback não te obriga a implementar o que te disseram. 

Se, após uma análise cuidada, considerares que a opinião não faz sentido para ti, assume isso e continua a autoavaliar-te e a procurar outros feedbacks. Porém, não caias no erro de pedir feedback sem nunca implementares mudanças no teu comportamento. Se o fazes frequentemente e chegas sempre à conclusão de que és tu que estás certo, reflete mais profundamente nas opiniões que recebes ou nas pessoas a quem perguntas. Sem mudares o teu comportamento, não vais evoluir, por isso, verifica se não estarás apenas a deixar os teus receios de mudar levarem a melhor. 

Experimenta implementar algum do feedback, mesmo que temporariamente, e verifica se há mudanças positivas. Podes sempre voltar atrás se concluíres que não te estão a fazer evoluir no sentido que procuras.

Uma dica extra é tornares o acto de pedir feedback o mais fácil possível. A forma mais simples de criares o hábito de pedir feedback é frequentares um ambiente propício à troca de ideias e feedback. 

Quando trabalhas em casa sozinho, pedir feedback pode parecer difícil, uma vez que não tens ninguém contigo a quem possas pedir uma opinião em 2 minutos. Assim, saíres de casa, rodeares-te de pessoas com o mesmo propósito que tu, crescer e evoluir pessoal e profissionalmente, partilhares as tuas ideias, dares feedback quando te pedem, vai ajudar-te a entrar no estado de espírito certo. Além disso, podes encontrar novas oportunidades de trabalho ou projetos para colaborar, o que só vai ajudar-te ainda mais a evoluir. Experimenta!

Costumas pedir feedback? Partilha a tua experiência nos comentários.

Categories: Hábitos

Post Your Thoughts

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Close

Marcar uma visita

Would you like to see our space before joining? Come and visit our coworking space. Please fill out the form and our manager will get back asap.

Vais receber um email de confirmação quando clicares em enviar. Se não, por favor vê a pasta Spam e marca o email como seguro.